Homem é preso após manter criança refém em Sydney

Dizendo ter bomba na mochila, homem invadiu tribunal e fez a filha refém por cerca de 12 horas

iG São Paulo |

AP
Homem é preso após manter filha refém por 12 horas em tribunal de Sydney, na Austrália

A polícia da Austrália, prendeu nesta terça-feira um homem que invadiu um tribunal de Sydney dizendo ter uma bomba na mochila e mantendo a filha refém por cerca de 12 horas.

A polícia não identificou o homem, que teria cerca de 50 anos, mas afirmou que a menina de 12 anos foi liberada sem ferimentos após horas de negociações.

Ainda não estão claros os motivos que levaram o homem a manter a filha refém. Relatos dão conta de que o episódio teria relação com uma disputa pela guarda da menina.

Equipes também estão investigando se o homem de fato carregava explosivos, que ameaçou detonar se não fossem atendidas algumas exigências.

Betty Hor, funcionária do tribunal, disse ao jornal Sydney Morning Herald que ele chegou ''exigindo falar com uma pessoa do tribunal".

Ao não encontrar essa pessoa, ''ele simplesmente surtou''. Ela contou que ele exigiu que o escritório do procurador-geral fosse acionado e afirmou: "Eu tenho uma bomba na minha mochila."

O homem apareceu duas vezes na janela do edifício, uma delas sem camisa e outra usando uma peruca de juiz, na qual cuspiu. As imagens foram exibidas pela emissora Channel Nine.

O caso vem à tona um mês depois de uma bomba falsa ter sido amarrada ao corpo de uma adolescente na sua casa, em Sydney.  Na ocasião, peritos na desativação de bombas conseguiram retirar o dispositivo após dez horas.

Reuters
Em meio às negociações, homem faz aparição na janela de prédio de tribunal da Austrália

Com EFE e BBC

    Leia tudo sobre: austráliarefémsydney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG