David Martinez, de 36 anos, foi executado com uma injeção letal, nesta quarta-feira, no Texas, por ter matado sua companheira e o filho dela com um taco de beisebol, informaram as autoridades penitenciárias americanas.

O falecimento de Martinez foi pronunciado às 18h18 (22h18 de Brasília), na prisão de Huntsville (Texas, sul dos EUA), oito minutos depois de receber a injeção letal.

Segundo o Departamento de Justiça do Texas, Martinez matou, em 10 de julho de 1994, com um taco de beisebol, sua companheira Carolina Prado, de 37, com quem vivia, em San Antonio (Texas). Depois, matou o filho de Carolina, Erik, de 14, da mesma maneira, na frente da irmã caçula, Belinda, que o perdoou.

Martinez foi preso dois dias depois e chegou a perguntar aos policiais quem o havia "vendido", antes de confessar o duplo homicídio.

Durante seu julgamento, em outubro de 2005, fez duas confissões completas e pediu ao júri que o condenasse à morte. Pedido aceito.

David Martinez é o sexto condenado à morte executado no Texas, estado com recorde de 429 executados desde 1976. Outras duas execuções estão previstas para 10 e 12 de fevereiro.

lum-chv/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.