Londres, 1 set (EFE) - Um homem foi detido em Londres por roubar uma câmera com fotos íntimas do príncipe William da Inglaterra e de sua namorada, Kate Middleton, tiradas em agosto durante as férias que ambos passaram no Caribe, confirmou hoje a Scotland Yard.

A Polícia deteve o homem depois que o jornal sensacionalista britânico "The Sun" informou que dois indivíduos entraram em contato com ambos para vender fotos do casal na ilha de Mustique.

Os dois homens, que se identificaram como George e John, pediram 50 mil libras (US$ 90 mil) pelas imagens, segundo o periódico.

Após ser alertada pelo "Sun", a Polícia deteve este domingo um homem de 25 anos sob suspeita de roubo.

O suposto ladrão "foi levado a uma delegacia de Polícia do oeste de Londres e libertado pagando uma fiança", afirmou um porta-voz da Scotland Yard, que acrescentou que o suspeito deverá se apresentar nessa delegacia em uma data não determinada deste mês.

As fotos mostram o príncipe, de 26 anos, e segundo na linha de sucessão ao trono britânico, e a namorada, também de 26 anos, se beijando e se abraçando em uma piscina.

Nas imagens, Kate também aparece fazendo ioga em uma praia, enquanto o príncipe - filho mais velho de Charles da Inglaterra, herdeiro ao trono, e a princesa Diana de Gales - posa para a câmera com um chapéu feminino.

Os dois homens que entraram em contato com o jornal afirmaram ter encontrado um cartão de memória que continha as instantâneas em um esgoto do noroeste de Londres.

Clarence House, residência oficial do príncipe Charles, se recusou a fazer comentários sobre o fato e se limitou a declarar que "é assunto da Polícia". EFE pa/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.