Homem é detido pelo assassinato de soldados na Irlanda do Norte

Dublin, 4 ago (EFE).- Um homem de 51 anos foi detido em relação ao assassinato, em 7 de março, de dois soldados britânicos em uma base militar da Irlanda do Norte, informaram hoje fontes da Polícia autônoma (PSNI).

EFE |

O suspeito foi detido em uma zona do centro da província e levado depois a uma delegacia de Antrim (norte) para ser interrogado sobre o ataque à base de Massereene, uma ação atribuída ao IRA Autêntico, facção dissidente do inativo Exército Republicano Irlandês (IRA).

Os terroristas assassinaram os soldados Mark Quinsey, de 23 anos, e Patrick Azimkar, de 21, e feriram gravemente outros três soldados e dois entregadores de pizza, quando estes entregavam um pedido na porta da base militar.

O suspeito poderá permanecer sob custódia policial durante 48 horas, mas o período de detenção pode se estender até 28 dias se a PSNI obtiver sucessivas permissões judiciais.

Em 23 de julho, o suposto membro do IRA Autêntico Brian Shivers foi acusado formalmente diante da Justiça norte-irlandesa do assassinato dos dois soldados britânicos nas citadas instalações militares.

Durante aquela audiência, a PSNI revelou que estava procurando uma terceira pessoa que teria participado do ataque à base militar e que, no entanto, poderia ter saído da Irlanda do Norte.

Outro homem, o ex-membro do IRA e proeminente republicano Colin Duffy, também é acusado desde março pelo duplo assassinato, assim como pela tentativa de assassinato de outras cinco pessoas e de posse de armas de fogo e munição durante o ataque a Massereene. EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG