Homem é detido em voo nos EUA ao ameaçar matar judeus

Miami, 7 jan (EFE).- Um homem foi detido e retirado de um avião que voaria de Miami a Detroit na noite de quarta-feira por ameaçar matar judeus, informou hoje um porta-voz da Polícia.

EFE |

Pouco antes da decolagem, Mansor Mohammad Assad, de 43 anos, gritou: "É preciso matar todos os judeus". Isso fez com que o piloto voltasse ao terminal.

Quando foi detido pela Polícia, o passageiro também insultou os policiais com palavras racistas.

Como o voo tinha Detroit como destino, a linha aérea Delta informou ao FBI (Polícia Federal americana) do ocorrido, mas o caso acabou nas mãos da Polícia do condado de Miami-Dade.

Assad, que vive na cidade de Toledo, em Ohio, será acusado de desacato, ameaçar funcionários públicos e resistir com violência à Polícia.

Mike Assad, irmão do detido, informou hoje ao jornal "Toledo Blade" que Mansor tem problemas de comportamento há muito tempo, e que foi detido diversas vezes.

Em uma delas, acabou condenado e teve de pagar uma multa de US$ 150.

No mesmo incidente, a Polícia interrogou também a irmã do detido e sua filha, que viajavam juntos após passar alguns dias de férias em Miami.

Os aeroportos dos Estados Unidos estão sob forte esquema de segurança desde a tentativa de atentado de 25 de dezembro, quando um passageiro de nacionalidade nigeriana quase detonou uma bomba em um voo que saiu de Amsterdã, capital da Holanda, rumo a Detroit. EFE.

esc/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG