Um homem foi condenado a 30 meses de prisão por dar um golpe de 1,1 milhão de dólares em um fundo federal destinado às vítimas do 11 de Setembro, fingindo ter sido ferido nos ataques terroristas de 2001, anunciou o Departamento de Justiça.

Michael García, procurador de distrito de Nova York, disse que Mario Mastellone havia declarado sofrer uma invalidez permanente provocada pelos atentados e recebeu, por isso, mais de um milhão de dólares por danos e prejuízos por parte do Fundo Federal de Compensação para as vítimas do 11 de Setembro.

Ao longo do processo, contudo, advogados apresentaram trechos do vídeo de casamento, de 2002, no qual aparece "dançando, energicamente, e carregando uma mulher nas costas". Os advogados também o filmaram lavando seu automóvel, esvaziando a lata de lixo e retirando a neve do caminho.

O juiz Víctor Marrero avaliou que Mastellone havia "explorado e se aproveitado" dos ataques do 11/9, "utilizando o sofrimento humano para cometer um roubo".

Além de ser condenado à prisão, Mastellone também terá de pagar uma multa de 25.000 dólares, além de 100.000 dólares de indenização.

pmh/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.