Homem é condenado a seis meses de prisão por espancar cervo em Hong Kong

Hong Kong, 22 abr (EFE) - Um homem de 46 anos foi condenado a seis meses de prisão na ex-colônia britânica de Hong Kong por matar a pauladas uma fêmea grávida de cervo da raça muntjac, informou hoje o jornal South China Morning Post.

EFE |

A espécie é protegida na região administrativa especial da China.

O condenado, que negou inicialmente ter matado o animal (o que fez com que o cervo fosse submetido a uma autópsia) em uma praia de Hong Kong, se desculpou posteriormente dizendo que estava bêbado quando ocorreram os fatos.

Segundo a Sociedade para a Prevenção do Tratamento Cruel aos Animais, as penas que costumam ser aplicadas em Hong Kong nestes crimes não superam os dois meses de prisão e multas.

No entanto, para os casos de extrema gravidade, a lei prevê penas de até 3 anos de prisão e multas de 200 mil dólares de Hong Kong (US$ 26 mil). EFE mch/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG