Caso da Mala na Argentina - Mundo - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Homem denuncia participação de Hugo Chávez em Caso da Mala na Argentina

Washington - Um dos envolvidos no caso em que um homem tentou entrar com uma mala contendo milhares de dólares não declarados na Argentina, acusou o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, de envolvimento na suposta trama para financiar a campanha eleitoral da presidente argentina, Cristina Fernández, segundo a versão digital do jornal El Nuevo Herald.

EFE |

Carlos Kauffman, que colabora com a Justiça após declarar-se culpado, em março, por sua participação no chamado "Caso da Mala", disse ao FBI que o advogado Moisés Maionica lhe assegurou que "o presidente Chávez estava envolvido no assunto".

Assim consta em uma moção apresentada na semana passada em um tribunal de Miami, e a qual teve acesso o jornal.

Segundo o diário, trata-se da primeira vez que o nome de Chávez aparece envolvido diretamente no escândalo.

Maionica também é acusado no caso, junto com Franklin Duran.

O advogado de Durán, Edward Shohat, disse que a Promotoria usará o testemunho de Kauffman sobre a participação de Chávez para provar que seu cliente atuava como agente da Venezuela, segundo o diário.

No total, cinco pessoas foram acusadas de conspirar para atuar como agentes encobertos da Venezuela, incluindo Antonio José Cánchica Gómez, um suposto agente do país que está foragido.

Três dos presos se declararam culpados por sua participação na trama em troca de penas menores de prisão, e por isso o único que irá a julgamento será Durán.

A valise continha quase US$ 800 mil, e foi achada em agosto, quando o empresário americano-venezuelano Guido Antonini Wilson, radicado em Miami, tentava introduzi-la ilegalmente na Argentina.

A presidente argentina negou que esse dinheiro tenha sido para sua campanha.

Leia tudo sobre: chávez

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG