Britânico era acusado de estuprar adolescente de 16 anos; mulher e conhecida confirmaram que ele mantinha relações sem se lembrar

Um britânico acusado de ter estuprado uma adolescente foi absolvido nesta segunda-feira por sofrer " sexonambulismo ", um mal em que uma pessoa mantém relações sexuais enquanto dorme e no dia seguinte não se lembra de nada.

Um tribunal de Swansea, no País de Gales, liberou Stephen Lee Davies, de 43 anos, que alegou que não consegue conter seu ímpeto sexual quando está dormindo.

Convocadas para testemunhar, sua esposa e uma conhecida confirmaram que Stephen Lee Davies mantinha relações sexuais com elas sem estar consciente e acordava no da seguinte sem lembrar de nada, declararam.

O homem era acusado de ter estuprado uma adolescente de 16 anos que a família hospedou por uma noite, em setembro de 2009. No dia seguinte ao estupro, Davies se surpreendeu ao ver que a jovem tinha fugido da casa, e enviou mensagens preguntando se estava tudo bem.

O doutor Chris Idzikowski, especialista da Escola do Sonho de Edimburgo (Escócia), explicou que o "sexonambulismo" é semelhante ao sonambulismo e que aqueles que sofrem desse mal não têm "consciência alguma" do que fazem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.