Homem atira a esmo e fere várias pessoas em igreja do Tennessee

Um homem armado com um fuzil deixou neste domingo um morto e pelo menos seis feridos, ao atirar a esmo numa igreja de Knoxville, no Tennessee (sul dos EUA), informaram autoridades.

Redação com agências internacionais |

Os disparos na Igreja Universalista Unitária do Vale do Tennessee foram reportados às 10h18 do domingo. Em declarações à emissora "WBIR", um vereador da cidade de Knoxville, Joe Hultquist, disse que o homem entrou na igreja e abriu fogo contra os fiéis. Um deles morreu e cinco dos feridos estavam em "condição crítica".

Ainda segundo o canal, o atirador era um homem de longos cabelos loiros que parecia ter cerca a de 40 anos, que abriu fogo em plena missa contra fiéis da igreja Tennessee Valley Unitarian Universalist.

AP

Polícia fala com testemunhas

"Hoje Knoxville sofreu uma tragédia. Nossas orações e pensamentos estão com as vítimas, suas famílias e com a comunidade da igreja", declarou em comunicado Bill Haslam, prefeito da cidade.

Um grupo de crianças estava cantando para os fíeis quando o homem atirou, mas nenhuma delas ficou ferida.

Segundo a WBIR TV, dois membros da igreja dominaram o atirador e o seguraram até a chegada da polícia. A polícia informou que o suspeito, não identificado, foi detido poucos minutos depois de receber a primeira ligação de alerta.

De acordo com outro canal local, o WVLT TV, o homem atirou 13 vezes antes de ser dominado. O tiroteio teria começado às 10H15 locais (11H15 de Brasília).

Uma porta-voz do Centro Médico da Universidade do Tennessee, Becky Thompson, confirmou que sete pessoas foram levadas ao hospital e se encontram em condições diversas, mas que os detalhes só serão divulgados depois de terem sido comunicados a seus familiares.

Muitos fiéis se refugiaram em uma igreja próxima, enquanto as autoridades isolavam o local no qual aconteceu o tiroteio e interrogaram várias testemunhas.

O atirador não seria membro da igreja, e ainda não se sabe o que motivou sua ação.

Com informações da AFP, Reuters e Efe



    Leia tudo sobre: atirador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG