Homem ameaça presidente do Paquistão pelo telefone dizendo ser chanceler indiano

Uma ligação ameaçadora para o presidente do Paquistão de alguém que dizia ser o chanceler da Índia deixou Islamabad em estado de alerta no último final de semana, em momento de grande tensão entre os dois vizinhos, relatou neste sábado um jornal paquistanês.

AFP |

O autor da ligação disse ao presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, que a Índia realizaria ações militares se Islamabad não entregasse os responsáveis pelos atentados de Mumbai, segundo o jornal Dawn, citando fontes diplomáticas e dos serviços de segurança.

Como resposta, o Paquistão deixou sua força aérea em estado máximo de alerta. A ligação também desencadeou uma intensa atividade diplomática, já que alguns líderes mundiais temiam que a escalada de hostilidades entre as duas potências nucleares após os atentados de Mumbai, que deixaram 172 mortos, levasse a uma guerra.

O Dawn explica que o autor da ligação se aproveitou do frenesi para conseguir fugir do protocolo e falar diretamente com Zardari, identificando-se como Pranab Mujerjee, ministro das Relações Exteriores da Índia.

"Não está claro, e está sendo investigado, se a ligação foi um trote ou uma ação sinistra de alguém da chancelaria indiana, ou mesmo uma chamada feita dentro do Paquistão", indica o jornal.

A publicação conta ainda que o autor da ligação tentou fazer o mesmo com a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, mas não conseguiu falar com ela.

cc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG