Homem abre fogo em tribunal e mata cunhada na Alemanha

(Atualiza com mais precisões) Berlim, 7 abr (EFE).- Um cozinheiro de 60 anos matou hoje a tiros a cunhada, de 48 anos, e depois se suicidou, em um tribunal de Landshut, no sul da Alemanha, em meio a uma audiência sobre disputa de herança.

EFE |

A Polícia informou hoje em entrevista coletiva que o agressor, que também feriu gravemente a outras duas pessoas, um advogado e outra cunhada sua, atacou a suas vítimas com um revólver, é membro de um clube de tiro e tem licença para o uso de armas desde 1974.

No processo da herança, estavam envolvidos a vítima fatal e seus seis irmãos e, segundo a Polícia, não foi possível estabelecer uma relação direta entre a audiência e o ataque.

O assassino estava sentado em meio ao público durante a audiência e, durante um recesso, sacou a arma em um corredor do tribunal, disparou e atingiu três pessoas.

A Polícia disse que o homem entrou depois em uma sala e por fim se suicidou com um tiro.

Segundo a emissora local "Bayerischer Rundfunk", a vítima fatal era irmã do assassino, com quem estava brigada devido à divisão da herança familiar.

O incidente ocorreu por volta das 10h15 (5h15 de Brasília) no pequeno palácio de justiça de Landshut.

O autor dos disparos conseguiu entrar com a arma sem problemas no edifício, já que não há controles de segurança no mesmo para os processos civis, reconheceu um porta-voz do tribunal.

A Polícia investiga também a autenticidade de uma suposta carta de despedida do agressor, apresentada por um parente do homem. EFE jcb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG