Homem abre fogo em tribunal e mata a irmã que disputava herança

BERLIM - Um homem de cerca de 60 anos matou hoje a tiros uma mulher em um tribunal de Landshut, no sul da Alemanha, e feriu gravemente mais duas pessoas, antes de se suicidar, informou a polícia.

EFE |

O ataque teve origem, aparentemente, na disputa por uma herança, cuja divisão deveria ser decidida perante o tribunal e que estava em disputa entre o assassino e a família dele, disse um porta-voz da corte de primeira instância.

O assassino estava sentado em meio ao público durante a audiência e, durante um recesso, sacou a arma em um corredor do tribunal, disparou e atingiu três pessoas.

AP
Polícia cercou o tribunal após o ataque
Polícia cercou o tribunal após o ataque

A polícia disse que o homem entrou depois em uma sala e por fim se suicidou com um tiro.

Segundo a emissora local "Bayerischer Rundfunk", a vítima fatal era irmã do assassino, com quem estava brigada devido à divisão da herança familiar.

O incidente ocorreu por volta das 10h15 (5h15 de Brasília) no pequeno palácio de justiça de Landshut.

O autor dos disparos conseguiu entrar com a arma sem problemas no edifício, já que não há controles de segurança para os processos civis, reconheceu um porta-voz do tribunal.

Logo após os disparos, a polícia isolou e evacuou o edifício, enquanto chegavam ambulâncias e forças de resgate.

Leia mais sobre Alemanha

    Leia tudo sobre: herança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG