Hollande segue à frente de Sarkozy, diz pesquisa

Socialista tem 30% das intenções de voto contra 28% de Sarkozy e também venceria segundo turno, indica levantamento

iG São Paulo |

O socialista François Hollande ampliou ligeiramente sua vantagem sobre o presidente francês, Nicolas Sarkozy, em uma pesquisa divulgada na terça-feira, a sete semanas da eleição presidencial.

Hollande aparece com 30% das intenções de voto para o primeiro turno, marcado para 22 de abril, uma alta de dois pontos em relação ao levantamento anterior. Sarkozy cresceu um ponto e agora está com 28%.

Leia também: Hollande critica promessa de Sarkozy de reduzir imigrantes

A ultradireitista Marine Le Pen caiu dois pontos e ficou com 14%, enquanto o ultraesquerdista Jean-Luc Melenchon passou de 9% para 10%.

Numa simulação para o segundo turno, que ocorre em 6 de maio, Hollande vence Sarkozy por 56% contra 44% dos votos, mesmo resultado do mês anterior.

A pesquisa mostrou também que a maioria dos franceses reprova o andamento da campanha eleitoral, sendo que 71% acham que não há subsídios para uma escolha consciente, e que os candidatos se agridem demais.

A expectativa de vitória de Hollande passou de 39% para 50%. Os que acreditam na vitória de Sarkozy passaram de 32% para 30%. A pesquisa para vários meios de comunicação (BFTTV, RMC, 20 Minutes e CSC) foi feita na segunda-feira, ouvindo 1.002 pessoas.

Sarkozy anunciou a candidatura oficialmente no dia 15. “Se decidi ficar, é porque tenho coisas a dizer aos franceses, tenho propostas para a apresentá-los”, afirmou o líder, em entrevista ao canal de televisão TF1. Durante a entrevista, Sarkozy prometeu que se concentrará em criar empregos e fará um referendo sobre auxílio-desemprego e formação a desempregados.

Além de problemas de imagem e de ter o mais baixo índice de popularidade de um presidente francês nas últimas décadas, o mandato de Sarkozy é criticado sobretudo em relação às suas promessas de aumentar o poder aquisitivo da população e de reduzir o desemprego.

Desde o general Charles de Gaulle, em 1958, nenhum presidente em exercício passou para o segundo turno das eleições presidenciais em segundo lugar.

Com Reuters e AFP

    Leia tudo sobre: eleição na françahollandefrançasarkozy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG