agressão - Mundo - iG" /

Holanda quer que Chávez explique comentário sobre agressão

AMSTERDÃ (Reuters) - O Ministério das Relações Exteriores holandês quer que o embaixador da Venezuela esclareça os comentários feitos pelo presidente Hugo Chávez acusando a Holanda de planejar uma agressão contra a Venezuela. Chávez afirmou na quinta-feira que a Holanda estava preparando uma agressão contra a Venezuela ao permitir acesso às tropas norte-americanas às ilhas holandesas na costa do Caribe.

Reuters |

"O chanceler pedirá ao embaixador venezuelano um esclarecimento com relação a essas declarações", disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Holanda.

Ele acrescentou que todos os territórios que integram o reino da Holanda, incluindo Aruba e Antilhas Holandesas, no Caribe, não consideram os comentários de Chávez representativos da situação.

Os Estados Unidos marcam presença há muito tempo nas ilhas de Curaçao e Aruba, com cerca de 250 funcionários da Força Aérea envolvidos no combate ao narcotráfico e em operações de vigilância no Caribe.

Essa vigilância é feita do ar por aviões não tripulados, disse o porta-voz do ministério holandês.

Chávez não disse o motivo de estar acusando a Holanda de uma agressão.

O presidente venezuelano está envolvido em uma disputa com a vizinha Colômbia sobre um acordo que dá aos EUA maior acesso a suas bases militares. Chávez diz que Washington teme seu governo socialista e está cercando a Venezuela.

Chávez acusa as ilhas holandesas soberanas de estarem localizadas em águas territoriais venezuelanas, mas a chancelaria holandesa disse que havia um acordo sobre fronteiras.

"As fronteiras marítimas entre o Reino da Holanda e a Venezuela foram estabelecidas por um tratado entre os dois países e a Holanda espera que a Venezuela respeite esse tratado".

(Reportagem de Catherine Hornby)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG