Holanda proíbe venda e produção de cogumelos alucinógenos

Haia, 11 nov (EFE).- O Ministério da Saúde da Holanda anunciou hoje a proibição da venda e produção de cogumelos alucinógenos frescos a partir de 1º de dezembro.

EFE |

A medida acaba com a comercialização de todo tipo de cogumelos alucinógenos, já que a venda deles desidratados já estava proibida, informou um comunicado oficial.

Em outubro de 2007, a coalizão de Governo formada por trabalhistas, democratas-cristãos e calvinistas anunciou que estava estudando a medida.

Após constatar o aumento no consumo destes fungos, o Ministério da Saúde afirmou que o conusmo de cogumelos alucinógenos frescos "pode levar a uma atitude imprevisível e cheia de riscos".

Com a aprovação da medida, a Holanda despreza os argumentos dos produtores de cogumelos. Eles afirmavam que a proibição transferiria a venda ao mercado negro.

Os vendedores asseguravam que estes cogumelos, negociados legalmente no país há mais de 15 anos, não causavam problemas. Eles se diziam contra a aprovação de uma proibição "baseada em incidentes".

Em março de 2007, uma turista francesa de 17 anos morreu ao se jogar de uma ponte de Amsterdã. Porém, não foi estabelecida nenhuma ligação formal entre a morte da menina e os cogumelos. EFE mr/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG