Holanda e Nigéria usarão scanners de corpo inteiro em passageiros de avião

HAIA - Holanda e Nigéria começarão a usar scanners de corpo inteiro nos passageiros de avião depois do ataque frustrado contra um avião americano no dia de Natal, disseram as autoridades nesta quarta-feira.

iG São Paulo |

O aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, começará a usar scanners de corpo inteiro dentro de três semanas para examinar passageiros viajando para os Estados Unidos, depois de consultas com as autoridades americanas, afirmou a ministra do Interior da Holanda, Guusje ter Horst. A Nigéria não informou quando começará a suar o procedimento. 

AFP

A medida foi anunciada cinco dias depois de o nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab ter tentado lançar um ataque em um voo da americana Northwest Airlines que ia de Amsterdã a Detroit, nos EUA.

Segundo a ministra holandesa, todos os procedimentos normais de segurança foram seguidos corretamente no dia de Natal, quando Abdulmutallab embarcou em Amsterdã.

AFP
O nigeriano autor do atauqe
O nigeriano autor do ataque

O nigeriano, de 23 anos, está detido nos EUA acusado de tentar explodir o voo.

"Faremos essas máquinas, cerca de 15 no total, disponíveis para voos aos Estados Unidos dentro de três semanas", disse a ministra.

Segundo Ter Horst, os detectores de metais normais não encontram explosivos e o uso de um scanner de corpo inteiro teria ajudado a evitar que Abdulmuttalab tivesse levado explosivos ao avião.

Ela ainda alertou que não há 100% de garantia de que os novos detectores capacitem a segurança do aeroporto de encontrar explosivos.

Os scanners de corpo inteiro, ao contrário dos detectores de metais usados em aeroportos pelo mundo, usa ondas de rádio para criar uma imagem do corpo que pode encontrar anomalias por baixo das roupas.

As investigações continuam para descobrir se Abdulmuttalab teve ajuda em Amsterdã, afirmou o Ministério do Interior nesta quarta-feira.

O chefe da agência contraterrorismo holandesa, Erik Akerboom, afirmou ainda que Abdulmuttalab apresentou um passaporte nigeriano válido no aeroporto de Schiphol ante de embarcar no voo para Detroit.

Leia também:

Leia mais sobre terrorismo

    Leia tudo sobre: euaterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG