Haia, 13 jan (EFE).- A Holanda aprovou hoje uma ajuda de 2 milhões de euros ao Haiti, devastado nesta terça-feira por um forte terremoto.

O ministro de Coordenação para o Desenvolvimento holandês, Bert Koenders, disse à imprensa local que seu país "está estudando o tipo de ajuda mais efetivo".

A Holanda enviará provavelmente uma equipe de resgate, mas ainda não se decidiu sobre isso.

O Exército brasileiro confirmou hoje que pelo menos quatro militares do país que fazem parte da força de paz da ONU no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu na terça-feira esse país caribenho.

A brasileira Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu no terremoto que devastou o Haiti. EFE mr/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.