Holanda anuncia scanner corporal para passageiros com destino aos EUA

Bruxelas, 30 dez (EFE).- Os passageiros que voarem da Holanda aos Estados Unidos serão submetidos em três semanas ao scanner corporal, anunciou hoje a ministra do Interior holandesa, Guusje ter Horst.

EFE |

A aplicação desta tecnologia acontece depois do atentado frustrado durante um voo entre Amsterdã e Detroit (EUA), no último dia 25, quando o nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab tentou cometer um atentado contra o avião.

"Nosso ponto de vista é que o scanner corporal poderia ter ajudado" a detectar o explosivo, disse Ter Horst, durante uma entrevista coletiva, embora tenha reconhecido que "não temos uma certeza de 100%".

O plano das autoridades holandesas é introduzir esse tipo de scanner no aeroporto de Schiphol, o único do país com voos aos EUA e um dos mais importantes da Europa.

Este tipo de tecnologia foi rejeitada por organizações de consumidores na Europa, já que pode mostrar uma imagem muito detalhada do corpo dos passageiros.

Ter Horst disse que alguns aparelhos de scanner deste tipo já estão em operação, mas que outros têm que ser equipados com um programa de informática específico para que as imagens sejam analisadas por um computador, e não por pessoas, a fim de garantir o respeito à privacidade.

A ministra holandesa disse que a introdução do scanner será feita devido à insistência das autoridades de segurança americanas. EFE rcf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG