Hisbolá rejeita que Fazendas de Chebaa passem para controle da ONU

Beirute, 11 jun (EFE).- O chefe do grupo parlamentar do Hisbolá, Mohamad Raad, rejeitou hoje a proposta da comunidade internacional para colocar as Fazendas de Chebaa, ocupadas por Israel, sob controle da ONU.

EFE |

"Não acho que colocar as fazendas de Chebaa sob o controle da ONU ajude o Líbano a recuperar a soberania de todo seu território", declarou Raad ao jornal libanês "An-Nahar".

As fazendas de Chebaa, que ficam nas fronteiras entre Israel, Síria e Líbano, são o único território que Israel não abandonou quando saiu do sul do Líbano em maio de 2000 após 22 anos de ocupação.

Segundo a ONU e Israel, este território pertence à Síria, mas as autoridades de Damasco e Beirute asseguram que são libanesas.

Raad acrescentou que quando os esforços da comunidade internacional conseguirem libertar todo o território libanês ainda ocupado, seu grupo considerará que a libertação do território terminou.

O problema das fazendas de Chebaa foi tratado na semana passada pelo presidente francês Nicolas Sarkozy, que propôs que fossem colocadas sob a custódia da ONU uma vez que Israel se retire delas.

Este assunto também foi discutido pelo ministro de Relações Exteriores britânico, David Miliband, durante sua visita a Beirute.

Fontes do Hisbolá, citadas pelo "An-Nahar", afirmaram que "qualquer retirada israelense do território libanês constitui uma vitória para a resistência, pois deste modo poderá proteger melhor o Líbano contra Israel".

"Discutiremos sobre a estratégia de defesa (com as partes libanesas) uma vez que Israel se retire de Chebaa", acrescentaram as fontes.

Também afirmaram que os ministros de Assuntos Exteriores da França e da Inglaterra "são judeus" e que estão mais interessados em defender os interesses de Israel que os do Líbano.

O "An-Nahar" publicou hoje mapas e documentos que, segundo o jornal, confirmam a origem libanesa das Fazendas de Chebaa.

Recentemente, o presidente do Líbano, Michel Suleiman, afirmou que existem novos documentos que testemunham que as Fazendas de Chebaa são libanesas. EFE ks/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG