Hisbolá nega envolvimento na colocação de foguetes contra Israel

BEIRUTE - O grupo xiita libanês Hisbolá negou hoje seu envolvimento na instalação dos oito foguetes Katyusha, preparados para serem lançados contra Israel, e que o Exército desativou no sul do Líbano.

EFE |

Em declarações à rede árabe de televisão por satélite "ANB", Ghaleb Abu Zeinab, membro do escritório político do Hisbolá, afirmou que seu grupo não ameaçou Israel de lançar foguetes.

"O Hisbolá expressou seu ponto de vista durante a manifestação da semana passada e, através de seus meios de informação e declarações políticas. É sua forma de enviar mensagens e não outras", disse Zeinab.

Na sexta-feira passada, o número dois do Hisbolá, o xeque Naeem Qassim, afirmou durante uma manifestação em apoio à Faixa de Gaza que seu grupo não abandonaria a causa palestina, e disse que, enquanto o perigo israelense persistir, seu grupo não renunciará às armas.

Zeinab disse que, para seu grupo, "o verdadeiro campo de batalha se encontra dentro" dos territórios palestinos.

"Não temos qualquer relação com o assunto dos foguetes", concluiu.

Ontem, o Exército libanês desativou oito foguetes Katyusha preparados para serem lançados contra Israel e iniciou, junto às forças da ONU, uma investigação para determinar os culpados.

    Leia tudo sobre: hisboláisraellíbano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG