colaborar com Israel - Mundo - iG" /

Hisbolá acusa países árabes de colaborar com Israel

Beirute, 28 dez (EFE).- O dirigente do grupo xiita Hisbolá Nabil Kaouk acusou hoje países árabes de colaborar com Israel e manter vínculos que, segundo sua opinião, prejudicam os palestinos da Faixa de Gaza, submetidos desde sábado a um forte bombardeio israelense.

EFE |

Kaouk, responsável político do Hisbolá no sul do Líbano, mencionou, sem dar detalhes, uma reunião realizada há um mês por líderes de vários países árabes e chefes do Estado-Maior do Exército de Israel.

"Existe uma colaboração de segurança entre a inteligência israelense e mais de dez países árabes, algo pior do que ocorre em Gaza", acrescentou o dirigente do Hisbolá.

O dirigente disse ainda que o Líbano sempre ajudará o povo palestino e vinculou os ataques das últimas horas contra Gaza, que deixaram 282 mortos, à proximidade das eleições israelenses de fevereiro.

Coincidindo com os bombardeios de Gaza, pelo menos cinco aviões israelenses sobrevoaram hoje a baixa altura o sul do Líbano - o que costuma ser freqüente, especialmente em momentos de tensão regional.

Mas, segundo Kaouk, as operações aéreas israelenses das últimas horas podem antecipar a possibilidade de o país estar preparando alguma ação contra o sul da nação.

Em Beirute, capital do Líbano, centenas de pessoas protestaram contra os bombardeios de Gaza em frente à sede da ONU e da embaixada do Egito.

Os manifestantes, que levavam bandeiras palestinas, libanesas e verdes (cor do Islã), proferiram cânticos Israel, o Ocidente, Egito e Jordânia - estes os únicos países árabes que mantêm vínculos com os israelenses. EFE ks/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG