Por John Whitesides WASHINGTON (Reuters) - Hillary Clinton venceu o primeiro dos dois duelos democratas de terça-feira, no Kentucky, segundo projeções da imprensa, mas seu rival Barack Obama é favorito no Oregon, cujas urnas se fecham mais tarde.

Hillary apenas confirma seu amplo favoritismo no Kentucky, um reduto do proletariado branco, seu principal eleitorado.

Mas, a julgar pelas pesquisas, o conjunto dos dois resultados de terça-feira deve dar a Obama a maioria absoluta entre os delegados escolhidos nas urnas para a convenção de agosto.

Mas ainda assim o senador deve ficar cerca de 50 delegados aquém do necessário para conquistar a maioria e ser indicado candidato do partido à Casa Branca nas eleições de novembro.

Por isso, ele espera que a marca alcançada entre os delegados eleitos estimule os chamados 'superdelegados' a aderirem em peso à sua candidatura, encerrando de vez a disputa iniciada em janeiro. Superdelegados são dirigentes partidários e ocupantes de cargos eletivos que podem votar em quem quiserem na convenção.

Mas Hillary não se abala com a vantagem do adversário e promete permanecer nas disputas que ainda restam -- Porto Rico (dia 1.), Montana e Dakota do Sul (dia 3), num total de 86 delegados. Ela diz que os superdelegados deveriam escolhê-la porque a senadora, tendo vencido as primárias em Estados estratégicos como Pensilvânia e Ohio, estaria mais capacitada para derrotar o republicano John McCain em novembro.

As urnas no Oregon fecham às 20h (0h em Brasília), e os resultados devem sair logo em seguida. Oregon e Kentucky juntos elegem 103 delegados na terça-feira.

Obama vai celebrar a maioria de delegados eleitos num comício em Iowa, que será um Estado estratégico na eleição de novembro e foi onde ele começou a disputa contra Hillary, em 3 de janeiro.

A MSNBC estima que Obama já tenha 1.917 delegados, contra 1.725 de Hillary. Ainda há cerca de 200 superdelegados que não se pronunciaram.

(Reportagem adicional de Jeff Mason e Ellen Wulfhorst)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.