Hillary tacha como provocação anúncio da Coreia do Norte sobre míssil

México, 25 mar (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse hoje no México que o anúncio feito pela Coreia do Norte sobre o lançamento de um satélite de comunicações é uma provocação e terá consequências.

EFE |

"Esta ação provocadora e esta violação ao mandato das Nações Unidas não passará despercebida e haverá consequências", afirmou em Hillary numa entrevista coletiva conjunta com sua colega mexicana, Patricia Espinosa.

A secretária de Estado disse que a decisão de Pyongyang viola a resolução 1.718 do Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas, aprovada em outubro de 2006 e que recomenda à Coreia do Norte a suspender as atividades relacionadas a seu programa de mísseis balísticos.

Além disso, chamou a atenção para as consequências que o anúncio norte-coreano pode ter nas conversas multilaterais sobre a desnuclearização do país asiático, que Washington espera retomar e quer que avance "o mais rápido possível".

Hoje, a Coreia do Norte anunciou que, no fim de semana, talvez inicie os preparativos finais para o lançamento de um satélite de comunicações.

Analistas sul-coreanos acham que esse satélite, na verdade, seria um míssil de longo alcance. EFE rac/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG