muito preocupada com impasse no Zimbábue - Mundo - iG" /

Hillary se diz muito preocupada com impasse no Zimbábue

WASHINGTON - A secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, está muito preocupada com a recusa do presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, em chegar a um acordo de divisão de poder com seus opositores e deseja que a África do Sul pressione-o mais, disse o Departamento de Estado norte-americano nesta segunda-feira.

Reuters |


O porta-voz do Departamento de Estado Robert Wood disse que Hillary, ex-primeira-dama e senadora por Nova York, estava "muito focada" no impasse político no Zimbábue, pensando no que poderia ser feito para diminuir a crise.

"Nós estamos preocupados pelo fato de que o regime de Mugabe se recusa a negociar seriamente com a oposição", Wood disse a repórteres. "A senadora Clinton está bem focada nesta questão. Ela está muito preocupada. Obviamente nós iremos rever a situação no sul da África para avaliar o que podemos fazer", ele disse.

A economia do Zimbábue está em ruínas com uma inflação descontrolada e uma epidemia de cólera que já matou aproximadamente 2.900 pessoas desde agosto.

Líderes regionais, em encontro na África do Sul esta semana, têm falhado em forçar Mugabe e o líder da oposição, Morgan Tsvangirai, a acertarem um acordo de divisão de poder.

Mugabe e Tsvangirai assinaram um acordo em setembro mas não chegaram a um consenso sobre quem controlaria postos do gabinete, com nenhum dos lados demonstrando sinais de compromisso.

Wood pediu ao bloco regional SADC (sigla em inglês para Comunidade de Desenvolvimento do Sul Africano), e particularmente a África do Sul, para que façam mais afim de ambos os lados chegarem a um acordo.

"Nós temos incentivado a África do Sul a fazer todo o possível para pressionar Mugabe a fazer a coisa certa. Mas até agora Mugabe parece não ter qualquer interesse em pôr fim a esta crise", ele disse.

"O regime não tem nenhum interesse em seu próprio povo, não tem interesse na tentativa de chegar a um governo bom e democrático", disse Wood.

AP
Menino com cólera espera atendimento em clínica do Zimbábue

Menino com cólera espera atendimento em clínica do Zimbábue

Na última sexta-feira, Clinton ligou para o ministro de Relações Exteriores da África do Sul, mas Wood não possuía informações sobre a ligação e se a questão do Zimbábue havia sido mencionada durante a conversa.

A estratégia do governo Bush foi a de isolar Mugabe, impondo sanções a ele e a altos oficiais que apoiam o veterano presidente, que está no poder desde 1980.

Questionado se a equipe de Clinton estava preparando uma nova aproximação ao Zimbábue, Wood disse que o governo de Obama está revendo toda a situação, mas recusou-se a dar detalhes.

A União Europeia aumentou a pressão sobre Mugabe nesta segunda-feira, adicionando 27 indivíduos e 36 empresas na lista de sanções e pediu investigação sobre a indústria de diamantes de Harare.

Leia mais sobre: Zimbábue

    Leia tudo sobre: zimbábue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG