Hillary se desculpa por comentários sobre assassinato de Robert Kennedy

Washington, 23 mai (EFE).- A pré-candidata democrata à Casa Blanca Hillary Clinton se desculpou hoje após comentários nos quais aludia ao assassinato de Robert F.

EFE |

Kennedy em 1969 como razão para continuar na corrida contra seu rival Barack Obama.

"Lamento se minha alusão a esse momento traumático para todo o país, e em particular para a família Kennedy, foi ofensivo de alguma maneira. Não tinha nenhuma intenção disso em absoluto", assegurou Hillary em comunicado distribuído por sua campanha.

A aspirante democrata se referiu a alguns comentários formulados em uma entrevista ao jornal "Sioux Falls Argus Leader" durante um dia de campanha em Dakota do Sul.

Nela, a senadora por Nova York falava sobre a possibilidade de abandonar a corrida pela Presidência.

"Meu marido não conseguiu a candidatura democrata em 1992 até que ganhou as primárias da Califórnia em meados de junho, verdade? Todos lembramos que Bobby Kennedy foi assassinado em junho na Califórnia", disse ao periódico.

Em suas declarações, Clinton explicou que, dados esses precedentes, não entendia por que alguns setores do partido democrata já pedem que ela se retire e deixe a via livre para seu rival.

A campanha de Obama respondeu rapidamente às declarações de Clinton, que as chamou de "desafortunadas e fora de lugar".

Em seu comunicado de desculpa, a senadora assegurou que citou os exemplos para deixar claro que houveram casos de processos de eleições primárias que se prolongaram até junho. EFE mv/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG