Hillary reitera apoio americano a solução negociada em Honduras

Washington, 18 ago (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, pediu hoje novamente a restituição do presidente de Honduras deposto Manuel Zelaya, e reiterou seu apoio a uma solução negociada à crise originada nesse país centro-americano.

EFE |

Hillary participou de uma entrevista com o ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Jaime Bermúdez, com quem se reuniu no Departamento de Estado americano para analisar a situação em Honduras.

Ela reiterou que os Estados Unidos "apoiam a restauração pacífica da ordem democrática e constitucional em Honduras, com o retorno de Zelaya para que conclua seu mandato" como presidente legítimo, disse.

A chefe da diplomacia americana ressaltou que o Governo do presidente Barack Obama continua considerando que é necessário uma "solução negociada" e que o plano do presidente da Costa Rica, Óscar Arias, "era uma excelente (solução) para resolver esta crise", gerada pelo golpe de Estado de 28 de junho.

Hillary pediu novamente às partes para evitarem dar qualquer passo que aumente a divisão e a polarização em Honduras e ponha inutilmente os cidadãos em risco.

As declarações de Hillary foram feitas no mesmo dia em que membros de uma delegação do Governo de Honduras se reuniram na Organização dos Estados Americanos (OEA) com uma delegação do Departamento de Estado, liderada pelo secretário de Estado adjunto interino dos EUA para a América Latina, Craig Kelly, e com membros do organismo regional.

O porta-voz do Departamento de Estado, Ian Kelly, afirmou hoje que o encontro na OEA serviu para preparar a visita que uma missão de chanceleres do organismo deve efetuar em breve a Honduras. EFE cae/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG