Hillary pede unidade do Partido Democrata para eleger Obama

Por John Whitesides DENVER (Reuters) - Hillary Clinton pediu na noite de terça-feira a unidade de seu Partido Democrata, prometendo trabalhar por Barack Obama e desafiando seus partidários a esquecer sua derrota e apoiar a candidatura de Obama à Casa Branca.

Reuters |

Clinton, senadora por Nova York, elogiou Obama e disse que os democratas não devem se prender a um lado, já que o candidato republicano John McCain, se chegar à Casa Branca, 'arrasará a promessa de nosso país'.

'Não importa se votaram em mim ou em Barack, este é o momento de se unir como um só partido, com um único propósito', disse Hillary em um discurso na Convenção Democrata, com a esperança de terminar uma prolongada divisão dentro do partido, depois da longa e dura campanha entre ela e Obama pela nomeação.

'Não a McCain. Barack Obama é meu candidato e é ele quem deve ser nosso presidente', disse Hillary a uma multidão animada, que segurava um mar de cartazes azuis com seu nome.

Hillary usou seu aguardado discurso para dizer que é hora dos democratas se unirem para ajudar Obama, senador por Illinois, a vencer McCain nas eleições de 4 de novembro, colocando um membro do partido na Casa Branca para que este comece a mudar a debilitada economia dos Estados Unidos.

'Quando Barack Obama estiver na Casa Branca, revitalizará nossa economia, defenderá os trabalhadores dos Estados Unidos e enfrentará os desafios mundiais de nosso tempo', afirmou Hillary.

Seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, assistiu ao discurso da platéia. Seus olhos se encheram de lágrimas e ele disse 'te amo'.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG