Hillary diz que provocações da Coreia do Norte não funcionam

Washington, 26 jul (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse hoje que a Coreia do Norte lançou uma série de provocações nos últimos meses, mas que, a partir de agora, elas não funcionarão, não darão resultados.

EFE |

Em entrevista ao programa "Meet the Press", da rede de TV americana "NBC", a chefe da diplomacia americana afirmou que a Coreia do Norte "não só contrariou as normas internacionais (com seu programa nuclear), como também é um regime envolvido na proliferação" nuclear.

"Sabemos disso, com certeza", acrescentou. "Não se trata apenas da ameaça que a Coreia do Norte representa para seus vizinhos e, eventualmente, para os que estão mais longe, mas do fato que (os norte-coreanos) tentam armar outros" países, acrescentou Hillary.

"O programa (norte-coreano de armamento nuclear) ainda está em fase inicial", explicou a secretária de Estado.

"Os norte-coreanos estão muito isolados neste momento. Não sobraram amigos. E vimos que até Mianmar disse que aplicará a resolução (das Nações Unidas) sobre as sanções à Coreia do Norte".

"A Coreia do Norte deve mudar seu comportamento, temos que retornar a uma desnuclearização verificável e pacífica da península coreana", destacou a ex-primeira-dama.

"Estamos aplicando sanções mais severas e temos uma grande cooperação da comunidade mundial", acrescentou. EFE jab/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG