Hillary deve encontrar-se com Zelaya, diz autoridade dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, deve encontrar-se com o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, em Washington, na terça-feira, disse uma importante autoridade dos EUA que falou sob condição de anonimato nesta segunda-feira. A autoridade não deu mais informações.

Reuters |

O encontro seria um importante gesto de apoio a Zelaya, que foi deposto do poder por tropas e mandado para o exílio na Costa Rica em 28 de junho, em um golpe que teve como causa principal a intenção de Zelaya de mudar a Constituição para buscar a reeleição.

Em separado, o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano Ian Kelly reiterou o pedido do governo dos EUA para que Zelaya seja reposto no poder.

"Nosso objetivo continua sendo a restauração da ordem democrática em Honduras, e nós renovamos nosso pedido aos atores políticos e sociais em Honduras para que encontrem uma solução pacífica para esta crise", disse ele a repórteres.

Perguntado o que significaria restaurar a ordem democrática, Kelly respondeu: "isso significa o retorno do presidente eleito democraticamente a Tegucigalpa, o retorno de Zelaya."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG