Hillary Clinton oferece paz a Pyongyang em troca do fim do programan nuclear

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, voltou a oferecer nesta terça-feira a Coreia do Norte uma normalização das relações bilaterais e a assinatura de um tratado de paz, desde que Pyongyang renuncie completamente e de modo verificável ao programa nuclear.

AFP |

"Deixem-me insistir no compromisso dos Estados Unidos com a desnuclearização da Coreia do Norte e a prevenção de qualquer proliferação (...). É um assunto que nos preocupa no grau mais eleivado", declarou à imprensa.

A secretária de Estado estendeu assim, mais uma vez, a mão ao regime de Pyongyang, com a oferta de uma normalização e um tratado de paz se o governo comunista desistir do programa nuclear.

"Se a Coreia do Norte renunciar completamente e de modo verificável ao programa nuclear, acontecerá então uma reciprocidade, uma possibilidade de normalizar as relações, de alcançar um tratado de paz ao invés de um armistício e de pensar em uma ajuda para o povo da Coreia do Norte", completou em uma entrevista coletiva em Tóquio, a primeira etapa de sua viagem pela Ásia, a primeira ao exterior como chefe da diplomacia dos Estados Unidos.

No entanto, a ex-primeira-dama deixou claro que um eventual disparo de míssil pela Coreia do Norte "não ajudará a fazer progredir nossas relações".

A Coreia do Norte anunciou o lançamento iminente de um foguete, oficialmente dentro do programa espacial do país. A notícia alimentou o temor de um disparo de teste de um míssil de longo alcance, do tipo Taepodong-2, que em tese pode atingir o Alasca.

Leia mais sobre: Coreia do Norte



    Leia tudo sobre: coréia do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG