Hillary Clinton inicia agenda externa de 2010 com viagem à região do Pacífico

Washington, 11 jan (EFE).- A secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, começou hoje sua agenda externa de 2010 com uma viagem à região do Pacífico, onde visitará, após passar pelo Havaí, Nova Zelândia, Austrália e Papua Nova Guiné.

EFE |

Hillary partiu hoje a Honolulu (Havaí), onde fará na terça-feira um discurso sobre a estratégia dos EUA para a região.

Em Honolulu, Hillary terá uma reunião com o ministro japonês de Exteriores, Katsuya Okada, para expor seus planos para a comemoração do 50º aniversário da aliança de segurança entre os países, prevista para 19 de janeiro, e os próximos passos que pretende dar neste marco com o Japão.

Nesse encontro, a secretária de Estado, que manterá também outro com os responsáveis do Comando Conjunto do Pacífico, falará sobre a base militar americana de Futenma, que causou nos últimos meses tensões entre as duas nações.

O secretário de Estado adjunto para a Ásia do Leste e Pacífico, Kurt Campbell, adiantou que Hillary vai destacar que Tóquio precisa resolver o assunto e completar o acordo assinado em 2006.

Clinton e Okada conversarão ainda sobre outros assuntos, como o programa nuclear da Coreia do Norte e as ambições nucleares do Irã, sobre a estratégia e a relação dos EUA com a China e a Junta Militar de Mianmar (Mianmar).

A partir do Havaí, a secretária de Estado seguirá no dia 14 para Papua Nova Guiné.

Neste país, terá reuniões com as autoridades e encontros com a sociedade civil para abordar assuntos como à proteção ambiental e o fortalecimento do papel da mulher.

Em 15 de janeiro, Hillary viajará para Auckland, onde se reunirá com membros do Governo neozelandês, incluído o primeiro-ministro, John Key, e terá encontros com os cidadãos e com veteranos neozelandeses e americanos no museu de guerra da cidade.

Dois dias depois deve estar na capital australiana, Canberra, a última parte de sua viagem pela Região do Pacífico, onde se reunirá com o primeiro-ministro Kevin Rudd.

Participará também com o secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, da 25ª reunião ministerial consultiva de ambos os países (AUSMIN), na qual conversarão com seus respectivos colegas, Stephen Smith e John Faulkner, sobre assuntos globais e desafios de segurança, segundo o Departamento de Estado.

Esta é a quarta viagem de Hillary à região em um ano. EFE cai/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG