Hillary Clinton chega à China para encerrar viagem pela Ásia

A secretária de Estado americana Hillary Clinton começou nesta sexta-feira sua visita à China, última etapa da viagem que empreendeu pela Ásia, com a esperança de que o delicado tema dos direitos humanos não bloqueie as discussões sobre a crise econômica mundial e as mudanças climáticas.

AFP |


"As sucessivas administrações (americanas) e os governos chineses se preocuparam com esta questão (dos direitos humanos), e é preciso continuar pressionando. Mas isso não deve interferir na crise econômica mundial, no aquecimento global e na segurança", estimou Clinton, ao deixar Seul em direção a Pequim.

Na capital da Coreia do Sul, a chefe da diplomacia americana instou a vizinha Coreia do Norte a "acabar com sua guerra verbal" contra Seul, advertindo o regime de Pyongyang que proferir insultos e ameaças contra os dirigentes sul-coreanos não ajudará a melhorar suas relações com Washington.

Na China, onde ficará até domingo, Hillary se reunirá no sábado com o presidente chinês, Hu Jintao, com o primeiro-ministro, Wen Jiabao, e com o chefe da diplomacia, Yang Jiechi.

"Ainda não sabemos como dialogar sobre a crise econômica e os problemas de segurança", como o extremismo no Afeganistão e Paquistão, explicou Hillary Clinton em Seul.

"Se falarmos sobre isso, em grande parte é porque lá estão as chances de mudança. O que não quer dizer que estejamos menos preocupados" com a questão dos direitos humanos na China, afirmou.

Pequim será a quarta e última parte do giro asiático de Clinton, que começou por Japão e Indonésia, em sua primeira viagem ao exterior como secretária de Estado de Barack Obama.

Leia mais sobre Hillary Clinton

    Leia tudo sobre: hillary clinton

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG