Hillary chega ao Chile e se reúne com Bachelet para coordenar ajuda

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, chegou às 10h49 desta terça-feira ao Chile para reunir-se com a presidente chilena, Michelle Bachelet, e receber mais detalhes das consequências do terremoto seguido de tsunami que atingiu o centro-sul do país no sábado.

iG São Paulo |

Bachelet recebeu Hillary em uma base da Força Aérea Chilena próxima ao aeroporto de Santiago, que ainda não voltou a funcionar plenamente após o terremoto.

Acompanhada do secretário-adjunto de Estado para o Hemisfério Ocidental, Arturo Valenzuela, Hillary foi recebida ainda na pista pelo chanceler chileno, Mariano Fernández, e pelo embaixador americano no Chile, Paul Simons. Em seguida, a secretária de Estado se reuniu a portas fechadas com Bachelet.

AFP
Bachelet (esq.) recebe Hillary em aeroporto do Chile

Bachelet (esq.) recebe Hillary em aeroporto do Chile

A agenda de Hillary também prevê uma reunião com o presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera. 

Após o terremoto de sábado e depois que o governo chileno pediu ajuda internacional, o governo dos EUA anunciou na segunda-feira o envio de um hospital de campanha, equipamentos de comunicação e sistemas de purificação de água, entre outros itens.

Hillary, que viajou a Santiago procedente de Buenos Aires, disse que levaria 20 telefones de satélite como uma contribuição inicial aos esforços de emergência após o terremoto de 8,8 graus.

Depois da visita ao Chile, Hillary segue para o Brasil , onde se reúne na quarta-feira em Brasília com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o chanceler Celso Amorim. Além de Brasília, Hillary também visitará São Paulo, onde mantém um encontro com estudantes na Universidade Zumbi dos Palmares.

*Com informações da EFE e AFP


Com EFE, Reuters e BBC

Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: chileterremototerremoto no chile

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG