Hillary ataca Obama dois dias antes das primárias da Pensilvania

A pré-candidata democrata à Casa Branca Hillary Clinton visitou neste domingo as regiões economicamente devastadas da Pensilvania (nordeste), onde acusou seu rival Barack Obama de tergiversar sobre a questão da assistência médica nos Estados Unidos, dois dias antes de uma decisiva primária estadual.

AFP |

"Nos aproximamos do dia decisivo", disse Hillary, diante da barulhenta multidão que foi vê-la discursar em Bethlehem, cidade da Pensilvania que viu o fechamento de sua célebre fábrica siderúrgica de 150 anos de existência em 1995, vítima da competição estrangeira.

"É realmente uma eleição de liderança, e eu os ofereço uma liderança com a qual podem contar. Sabem qual é a minha posição, sabem o que eu fiz, sabem o que farei", declarou a senadora por Nova York, dois dias antes das primárias da Pensilvania, que serão cruciais na disputa democrata.

"A Presidência não é uma questão de discursos", continuou Hillary, referindo-se a Barack Obama e suas promessas de renovação política.

Ela acusou seu rival de deixar milhões de pessoas fora de seus projetos de assistência médica, e de se apresentar de forma dúbia em relação ao tema.

"Sinto realmente, porque a última coisa de que precisamos é alguém que gaste tanto dinheiro para piorar a assistência médica universal", disse a ex-primeira-dama.

"Isso é o que fazem os republicanos, não os democratas", atacou Hillary.

A senadora espera sair vitoriosa da votação na Pensilvania, renovando as forças de sua campanha pela indicação democrata. Sua equipe, no entanto, tentou moderar suas expectativas, argumentando que Obama investiu três vezes mais em propaganda do que ela no estado.

col/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG