Jerusalém, 6 dez (EFE).- A próxima secretária de Estado americana, Hillary Clinton, assegurou hoje ao primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, que atuará pela paz no Oriente Médio e que esta será a prioridade a partir de 20 janeiro, quando assume a chefia da diplomacia dos Estados Unidos.

Hillary falou por telefone nas últimas 24 horas com os principais líderes israelenses, e além de Olmert conversou com a chanceler, Tzipi Livni e com o ministro da Defesa, Ehud Barak informa a edição eletrônica do diário "Yedioth Ahronoth".

Aos três Hillary assegurou que "atuará para trazer a paz e a estabilidade ao Oriente Médio", diz o diário.

O escritório do primeiro-ministro israelense comunicou que a conversa foi longa e que os dois dialogaram sobre os principais assuntos relacionados com a região.

A Chancelaria israelense disse que a nomeação de Hillary à frente do Departamento de Estado é "uma boa notícia para a região em geral e para Israel em particular".

"Poderemos fazer juntos coisas grandes e boas", disse Livni à futura chanceler americana.

Em Israel a nomeação de Hillary é vista como uma continuação dos vastos esforços que seu marido fez na década de 90 para que israelenses e palestinos chegassem a um histórico acordo de paz.

Foi Bill Clinton quem apadrinhou o processo de Oslo a partir de 1993 e a criação da Autoridade Nacional Palestina (ANP) em 1994. EFE elb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.