Hillary anuncia retomada de diálogo entre israelenses e palestinos

Washington, 30 abr (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou hoje a retomada do diálogo entre israelenses e palestinos, congelado desde março devido a conflitos sobre assentamentos de Israel em Jerusalém Oriental.

EFE |

Washington, 30 abr (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou hoje a retomada do diálogo entre israelenses e palestinos, congelado desde março devido a conflitos sobre assentamentos de Israel em Jerusalém Oriental. Em declarações à imprensa, Hillary assegurou que "a retomada do diálogo é algo imprescindível. Vamos retomar as conversas indiretas na próxima semana". "Esperamos a reunião do comitê árabe de acompanhamento no Cairo - neste sábado - para apoiar o compromisso do presidente palestino, Mahmoud Abbas, de avançar nas conversas", acrescentou a secretária de Estado. Os EUA anunciaram em março o reinício das conversas indiretas entre israelenses e palestinos, mas imediatamente depois as mesmas foram canceladas devido ao anúncio israelense de construir novas casas no território ocupado de Jerusalém Oriental, durante uma visita do vice-presidente americano, Joe Biden. Washington propõe a fórmula das conversas de proximidade para retomar as negociações de paz entre israelenses e palestinos rompidas em dezembro de 2008, quando as tropas israelenses entraram em Gaza. O enviado especial americano para a região, George Mitchell, que visitou o Oriente Médio na semana passada, deve retornar à região nos próximos dias. O anúncio ocorre após a visita do ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, a Washington, onde se reuniu, entre outros, com o secretário de Defesa, Robert Gates; Hillary, o conselheiro de Segurança da Casa Branca, James Jones, e o próprio presidente Barack Obama. Hillary descreveu essas conversas como "excelentes" na terça-feira passada. Obama também conversou por telefone na segunda-feira passada com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, a quem indicou a necessidade de adotar gestos que permitissem o reinício das conversas de paz. Essa noite, Mubarak e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, conversaram por telefone e acordaram reunir-se na próxima segunda-feira no Egito para tratar sobre o reatamento das conversas sobre o Oriente Médio. EFE mv/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG