Hillary adverte que diálogo com a Rússia não altera o apoio dos EUA à Geórgia

A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, afirmou nesta sexta-feira que o diálogo com Rússia não afeta o apoio dos Estados Unidos a países como a Geórgia, horas antes de se reunir com seu colega russo Genebra.

AFP |

"Nosso compromisso com a Rússia não altera em nada nosso apoio a países como a Geórgia, os bálticos ou os Bálcãs para que sejam independentes, livres, tomem suas próprias decisões ou elaborem seu próprio caminho sem a indevida interferência da Rússia", afirmou Hillary a um grupo de jovens ativistas políticos no parlamento de Bruxelas.

Hillary Clinton manterá nesta sexta-feira, em Genebra, seu primeiro encontro bilateral com o chanceler russo Serguei Lavrov, num esforço de Washington de melhorar as relações entre os dois países depois dos desentendimentos em torno do Irã e do escudo antimísseis.

Esta reunião demonstrará se a ênfase dada pelo presidente Barack Obama à diplomacia pode melhorar as relações entre Estados Unidos e Rússia, que pioraram durante a presidência de George W. Bush.

A reunião acontece depois de Obama anunciar ter enviado um sinal de abertura em relação a Moscou na forma de uma carta confidencial ao presidente russo Dmitri Medvedev.

O presidente americano garantiu, no entanto, que a carta enviada a Medevedev não é uma barganha; não oferece à Rússia aumentar a pressão sobre o Irã em troca do abandono, pelos Estados Unidos, do projeto de construção de um escudo antimísseis na Europa.

lal/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG