Hezbollah vê troca de prisioneiros com Israel este mês

Por Tom Perry BEIRUTE (Reuters) - O grupo libanês Hezbollah disse na quarta-feira que aceitou um acordo mediado pela ONU para a troca de prisioneiros com Israel e espera que a troca aconteça na metade deste mês.

Reuters |

'Nós aceitamos este acordo e o consideramos um grande feito', disse Sayyed Hassan Nasrallah, líder do grupo, confirmando a aceitação do acordo já aprovado por Israel no último domingo.

A troca de prisioneiros deve acontecer perto do dia 15 de julho ou 'um pouco antes ou um pouco depois', disse Nasrallah.

'Acho que em uma ou duas semanas a questão será resolvida.'

O acordo estabelece que o Hezbollah devolva os dois soldados israelenses cuja captura causou uma guerra de 34 dias com o Estado judeu. Acredita-se que os dois soldados estejam mortos, mas Nasrallah se recusou a dar informações sobre as condições deles.

O Hezbollah capturou os soldados durante uma incursão no norte de Israel, dizendo que planejava usá-los para negociar trocas.

'Nós completamos nossa missão', disse Nasrallah em referência ao objetivo do Hezbollah de garantir a libertação de todos os libaneses detidos por Israel.

Israel irá entregar cinco prisioneiros libaneses e os restos de cerca de 200 libaneses, palestinos e outros árabes que infiltraram o norte do país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG