teórico de discurso de Obama - Mundo - iG" /

Hezbollah lamenta caráter teórico de discurso de Obama

Beirute - O deputado do movimento xiita libanês Hezbollah Nawar el-Sahali qualificou hoje como teórico e alheio à realidade regional a mensagem ao mundo muçulmano do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nesta quinta-feira, no Cairo.

EFE |

  • Obama oferece "novo começo" ao povo muçulmano
  • Obama reforça apoio à criação de Estado Palestino
  • Para Obama, confronto com Irã sobre tema nuclear é decisivo
  • Nahum Sirotsky: Obama vai bem no discurso, mas não traz paz
  • Com sua mensagem, que tinha antecipado durante a campanha eleitoral que o levou à Casa Branca, Obama tenta reconciliar a relação entre EUA e o mundo muçulmano, deteriorada durante o Governo George W. Bush.

    "O discurso de Obama foi teórico e nada tem a ver com a realidade", disse o deputado do Hisbolá à Agência Efe.

    "Em vez de dar lições aos árabes e muçulmanos, ele deveria impedir o que Israel está fazendo na Palestina e seu Exército (dos EUA) no Afeganistão e Paquistão", afirmou.

    Apesar de alguns analistas árabes terem acreditado que a mensagem de Obama incluiria um plano para estimular o processo de paz no Oriente Médio, o governante americano se sujeitou a seu propósito inicial e não apresentou propostas concretas nesse sentido.

    Sahali disse que Obama deve impedir a ocupação dos territórios palestinos por Israel e lamentou que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, "esteja construindo um Estado judeu com o qual expulsará muçulmanos e cristãos".

    "Queremos ver ação, e não escutar palavras", insistiu o deputado do Hezbollah.

    Leia também:

    Leia mais sobre: Obama no Oriente Médio

      Leia tudo sobre: obama

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG