Hezbollah critica Nações Unidas após relatório sobre milícias

Grupo xiita acusou Estados Unidos e Israel de estarem por trás de documento que alerta para violações e tensão interna no Líbano

Nahum Sirotsky, de Israel |

O grupo xiita Hezbollah criticou a Organização das Nações Unidas depois de um recente relatório , em que o secretário-geral Ban Ki-moon alertou para o risco de confronto com milícias ligadas a partidos libaneses. Além disso, integrantes do grupo libanês acusaram Ban Ki-moon de ser preconceituoso ao dizer que houve deterioração na região sul do Líbano, onde atuam 12 mil homens das tropas de paz. 

O relatório condena violações a resoluções da ONU, destacando obstáculos que o grupo cria para o movimento das Forças Armadas do Líbano. Para o Hezbollah, no entanto, o texto foi escrito pelos Estados Unidos, sob orientação de autoridades israelenses, e a ONU deixou de ser confiável.

O Estado israelense acusa o grupo de ter acumulado mais de 55 mil mísseis na região que faz fronteira com o Estado judeu.

    Leia tudo sobre: israellíbanoxiitahezbollah

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG