Herdeiros pedem restituição de duas obras de Picasso a museus de Nova York

Os herdeiros do banqueiro judeu de Berlim Paul von Mendelssohn-Bartholdy pediram a restituição de dois quadros de Pablo Picasso a dois museus de Nova York, indicou o porta-voz da família à revista alemã Der Spiegel.

AFP |

"É uma questão de justiça", explicou o historiador e porta-voz da família, Julius Schoeps, citado pela revista, que vai às bancas todas às segundas-feiras. Os herdeiros consideram que Paul von Mendelssohn-Bartholdy teve de se desfazer dos quadros durante o nazismo.

Os herdeiros pedem que o Museu de Arte Moderna (MoMA) devolva a obra "Jeune homme et cheval" e ao museu Guggenheim "Le moulin de la Galette", estimadas em 200 milhões de dólares cada, escreveu a Der Spiegel.

As duas instituições se negaram a devolver os quadros dos herdeiros e denunciaram Schoeps, informou a revista, indicando a abertura em breve de um processo judicial sobre este caso em Nova York.

pan/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG