Helicóptero com assessores de presidente filipina desaparece

Manila, 8 abr (EFE).- As forças de segurança e os serviços de emergência das Filipinas buscam hoje um helicóptero que desapareceu na noite de terça-feira (hora local) no norte do país e que levava vários assessores da presidente, Gloria Macapagal Arroyo.

EFE |

O aparelho perdeu o contato com terra pouco após decolar do aeroporto de Baguio e agora se acha em uma área indeterminada entre as províncias de Ifugao e Nova Vizcaya, 250 quilômetros ao norte da capital.

Estavam a bordo um total de nove pessoas, incluindo os dois pilotos e vários colaboradores de Arroyo, entre eles seu máximo assessor militar, general Carlos Clet.

Nestes momentos, a ausência de cobertura de telefones celulares em uma das áreas menos desenvolvidas do arquipélago atrapalha os trabalhos de resgate, nos quais participam a Polícia e as Forças Armadas, cujos helicópteros começaram a ajudar nas tarefas na manhã de quarta-feira (hora local), porque são proibidos de voar às noite no lugar.

No fim da noite de terça, a Força Aérea recebeu um sinal de emergência a poucos quilômetros de Baguio, mas ainda não verificou se viria do helicóptero.

O porta-voz do Governo, Cerge Remonde, disse que as condições climatológicas não eram prejudiciais a voos, e que o mais provável é que o aparelho tenha feito um pouso de emergência em uma área sem cobertura de celular. EFE csm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG