Hatoyama salda dívida com fisco por doações de sua mãe

Tóquio, 27 dez (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Yukio Hatoyama, disse hoje que já pagou os impostos correspondentes às doações no valor de 1,26 tilhão de ienes (9,5 milhões de euros) que sua mãe fazia para ele desde 2002, segundo a agência Kyodo.

EFE |

Hatoyama pagou na sexta-feira 600 milhões de ienes (4,5 milhões de euro) pela demora em saldar os impostos vinculados às doações não declaradas de sua mãe, de 87 anos e herdeira da multinacional Bridgestone.

O pagamento aconteceu um dia depois de dois de seus colaboradores serem acusados de falsificar relatórios de doações do agora primeiro-ministro do Japão há pelo menos 10 anos.

Hatoyama prometeu então em entrevista coletiva cumprir seus deveres com o fisco e reiterou seu total desconhecimento das ações de seu ex-chefe contábil e seu ex-secretário.

O primeiro-ministro não foi acusado por falta de provas, mas mesmo assim pediu perdão e descartou renunciar por causa do escândalo.

Anteriormente, Hatoyama tinha se declarado "surpreendido" pela grande quantidade de dinheiro que tinha recebido de sua mãe durante vários anos.

O caso das doações ilícitas explodiu em junho, meses antes de o Partido Democrático (PD) de Hatoyama vencer as eleições gerais do país, em 31 de agosto.

O processo contra seus dois ex-colaboradores coincide com seus 100 primeiros dias no cargo e com uma grande queda de sua popularidade, após ter chegado ao poder com promessas de mudança.

EFE jmr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG