O presidente do Partido Democrata do Japão, Yukio Hatoyama, foi eleito primeiro-ministro pelos deputados nesta quarta-feira, com a meta de executar uma política mais social depois de 55 anos de governo quase ininterrupto da direita no país.

Hatoyama foi eleito por 327 dos 480 deputados japoneses, enquanto 119 votaram em Masatoshi Wakabayashi, o candidato do Partido Liberal Democrata (derecha), que deixa o poder depois de 55 anos praticamente sem interrupção.

O novo primeiro-ministro recebeu o resultado com um cumprimento e um sorriso aos deputados, que aplaudiram o anúncio.

A votação deve ser ratificada pelo Senado, onde o PDJ e seus aliados também têm maioria.

Vencedor das eleições legislativas, o PDJ prometeu realizar uma política "a favor da vida das pessoas".

O partido espera redistribuir parte da renda nacional às famílias, aos desempregados e aos aposentado, além de combater o trabalho precário e aumentar o salário mínimo.

O novo governo prometeu ainda financiar o programa com uma campanha contra os gastos excessivos do Estado, o que deve levar a uma redução dos trabalhos públicos e a descentralizar e racionalizar a poderosa administração pública.

pn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.