Harriet Harman assume chefia provisória do Partido Trabalhista

Londres, 11 mai (EFE).- Harriet Harman, até agora a "número dois" do Partido Trabalhista, assumiu hoje provisoriamente a liderança da sigla após a renúncia de Gordon Brown.

EFE |

Londres, 11 mai (EFE).- Harriet Harman, até agora a "número dois" do Partido Trabalhista, assumiu hoje provisoriamente a liderança da sigla após a renúncia de Gordon Brown. Após apresentar sua renúncia como primeiro-ministro à rainha, Brown se reuniu com militantes do Partido Trabalhista e assumiu pessoalmente a incapacidade de fechar um acordo com os liberaldemocratas para a formação de um novo Governo. "Sabemos agora com mais certeza que nunca que há uma sólida maioria de progresso no Reino Unido. Desejava mais do que posso expressar ter podido mobilizar essa maioria (...), mas não pude, e tenho que aceitar e reafirmar que a culpa é minha e que a assumo sozinho", declarou. Brown, que foi designado líder trabalhista em junho de 2007 em substituição a Tony Blair, expressou seu apoio ao futuro líder do partido "quem quer que seja, lealmente e sem rodeios". "Porque há uma coisa que não mudará. Sou trabalhista e sempre serei trabalhista", acrescentou. A intenção de Brown é ir para Escócia esta noite mesmo, terra do ex-primeiro-ministro, e ficar junto a seus filhos. Nas últimas horas houve notícias contraditórias sobre seu futuro político, já que inicialmente ele informou que abandonaria a política renunciando seu cargo de parlamentar, dado que foi posteriormente negado por fontes do Partido Trabalhista. Harriet Harman, portanto, será a encarregada de dirigir a agremiação até a nomeação de um novo líder, que deverá ser ratificado no Congresso trabalhista previsto para setembro. Esta é uma situação na qual o trabalhismo britânico não se vê desde a eleição de Tony Blair em 1995 após a morte do líder anterior, John Smith. Os meios de comunicação britânicos esperam que o chamado grupo dos "ultras", integrado pelo ministro de Empresas, Peter Mandelson, o ministro do Interior, Alan Johnson, e o ministro da Defesa, Bob Ainsworth, tente dar um golpe rápido para transformar o ministro de Exteriores, David Miliband, no novo líder. A intenção é evitar um debate interno sobre a liderança do partido que deteriore ainda mais a imagem do trabalhismo, mas tudo indica que qualquer movimento de Miliband deve encontrar a réplica do ministro de Escolas, Ed Balls, e do asa esquerdista do trabalhismo, encarnado pelo parlamentar Jon Cruddas. Não se deve descartar também não ao favorito de muitos dos membros do grupo parlamentar trabalhista, que respaldam o secretário de Estado para a Mudança Climática, Ed Miliband, que poderia enfrentar seu irmão David como candidato ao posto. Os parlamentares nacionais e europeus, os militantes de base e as organizações sindicais próximas ao Partido Trabalhista devem escolher o sucessor de Gordon Brown. As normas do Partido Trabalhista estabelecem que "um colégio eleitoral" formado por três grupos é o encarregado da eleição. Estes grupos serão os que votarão para nomear o novo principal responsável do Partido, que será ratificado no Congresso que será realizado em Manchester no final do mês de setembro. Para ser candidato, é preciso ser parlamentar e contar com pelo menos o respaldo de 12,5% de seus companheiros, o que após as eleições da quinta-feira passada supõe ter o apoio de outros 33 deputados. Na última votação para escolher um líder, ao redor de 700 mil pessoas puderam votar, embora os votos não tenham o mesmo peso. Cada uma das três seções do "colégio eleitoral" representa um terço do voto definitivo final, de modo que o voto da seção parlamentar (formada por 60 indivíduos) tem o mesmo peso que o das outras duas seções, formadas por milhares de militantes e pessoas integradas em diversas organizações. Por isso é importante ter uma boa rede de contatos e de relações em diversos níveis políticos, tanto com o resto dos parlamentares, como com a base e as centrais operárias. EFE fpb/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG