Beirute, 24 set (EFE).- O primeiro-ministro designado do Líbano, Saad Hariri, começou hoje as consultas parlamentares para formar Governo reunindo-se com o chefe do Parlamento, Nabih Berri, informaram emissoras locais.

Nos próximos cinco dias, Hariri tem a missão de negociar com os diferentes grupos para formar o próximo Executivo, depois que sua coalizão eleitoral triunfasse no pleito de 7 de junho.

Já tinha tido esse mesmo mandato desde 27 de junho, mas após múltiplas gestões, renunciou a essa missão em 10 de setembro passado, a não respaldar a oposição a fórmula governamental para criar um gabinete de unidade que tinha apresentado Hariri.

Mas dia 16 de setembro, o presidente do Líbano, Michel Suleiman, lhe designou de novo como primeiro-ministro, embora Hariri decidiu adiar suas novas gestões até que terminasse o mês de jejum do Ramadã, fim de semana passado.

A formação do Governo é primordial para que o Líbano possa ocupar uma das cadeiras não-permanentes do Conselho de Segurança da ONU, assinalou o coordenador especial das Nações Unidas, Michael Williams.

"O Líbano deve ter um Governo para poder ter um lugar, como está previsto para o próximo ano, no Conselho de Segurança", indicou Williams, quem confia que as consultas que inicia hoje Hariri tenham êxito.

Segundo o rígido sistema político libanês, o primeiro-ministro deve ser muçulmano sunita, o chefe de Estado, maronita (católico oriental), e o chefe do Parlamento, muçulmano xiita. EFE ks/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.