Hamas suspende negociações para libertação de soldado israelense

GAZA - O Hamas comunicou hoje a suspensão das negociações mediadas pelo Egito e voltadas para a libertação do soldado israelense Gilad Shalit.

EFE |

Um porta-voz do movimento islâmico disse que o diálogo só vai ser retomado quando o Governo egípcio libertar um de seus milicianos.

"Pusemos no congelador o caso do soldado Gilad Shalit, que continuará congelado até que Ayman Nofal seja tirado das prisões egípcias", disse hoje Youssef Farhat, um alto representante do Hamas, em um comício em Gaza.

Segundo Farhat, "não é possível falar de troca de prisioneiros com os ocupantes israelenses enquanto Nofal permanece preso".

Nofal foi detido no Egito em janeiro, depois que milicianos do Hamas derrubaram o muro que a separa a Faixa de Gaza do deserto do Sinai, permitindo a travessia de centenas de palestinos em direção ao lado egípcio da fronteira.

Em troca de Shalit, que tinha 18 anos quando foi capturado por três facções islâmicas em 26 de junho de 2006, o Hamas pede a libertação de mais de mil presos palestinos, muitos deles acusados de assassinato.

Esta semana, o jornal saudita "Ukaz" afirmou, citando uma fonte palestina do alto escalão, que Israel comunicou ao Egito sua disposição em ceder às exigências do Hamas, informação que o Governo israelense não confirmou nem negou.

    Leia tudo sobre: hamas egito soldado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG