Hamas reivindica legitimidade parlamentar ao fim de mandato legal

Gaza, 24 jan (EFE).- O presidente do Parlamento palestino dominado pelo movimento islamita Hamas, Aziz Dweik, disse hoje que o atual Conselho Legislativo continuará interino apesar de expirar o período legal e não terem sido realizadas eleições legislativas.

EFE |

Segundo Dweik, o "mandato do Parlamento acaba só quando os novos deputados jurarem o cargo".

As eleições parlamentares deveriam ocorrer no dia 25 de janeiro, mas a luta de poder entre Hamas - que controla a Faixa de Gaza -, e a facção rival nacionalista Fatah, liderada pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas, impede a realização.

O aprofundamento da crise ocorreu em junho de 2007, quando o movimento islamita assumiu à força o controle de Gaza após enfrentar as forças leais ao presidente Abbas, o que aguçou a divisão e propiciou um Governo pró-Hamas em Gaza e outro propício ao Fatah na Cisjordânia.

Mahmoud Abbas anunciou em outubro de 2009 as eleições palestinas para janeiro, mas a Comissão Central Eleitoral alegou que não podiam ser realizadas porque o Hamas impedia o trabalho na Faixa de Gaza e Israel fazia o mesmo em Jerusalém Oriental.

Hamas insiste que o pleito só ocorra quando houver um acordo de reconciliação com Fatah que leve ao caminho da paz.

Dweik estimulou hoje à união nacional palestina para colocar um fim à divisão e insistiu "à adoção de medidas que levem ao clima ideal para a realização das eleições, tanto as presidenciais quanto as do conselho legislativo".

Em janeiro de 2006 ocorreu o último pleito legislativo, quando Hamas venceu a maioria dos assentos do Conselho Legislativo, 74, acabando com a hegemonia do Fatah, que só conquistou 45 dos 132 cadeiras parlamentares.

Um ano antes, após a morte do histórico líder palestino Yasser Arafat (em novembro de 2004), ocorreu o pleito presidencial na Cisjordânia, Gaza e Jerusalém Oriental, e nelas Mahmoud Abbas saiu vencedor, eleito presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP).

EFE Sa'ar-db/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG