Hamas prolonga detenção de jornalista britânico

Gaza, 1 mar (EFE).- O Governo do movimento islamita Hamas em Gaza prolongou hoje por 15 dias a detenção do jornalista britânico Paul Martin, preso em 14 de fevereiro quando entrou na faixa para testemunhar em um julgamento contra um palestino.

EFE |

"O tribunal decidiu estender a detenção de Paul Martin por mais 15 dias, até a conclusão das investigações sobre sua suposta violação de segurança da Faixa", disse o advogado do jornalista, Sharhabil al-Za'eem.

Martin, produtor de um documentário sobre um miliciano palestino detido pelo Hamas e acusado de colaborar com Israel, chegou a Gaza no dia 4 de fevereiro para testemunhar a favor do acusado perante os tribunais.

No dia 14, as forças do Hamas o detiveram por supostos "crimes contra a segurança", e o acusaram de "ser o ponto de ligação entre o colaborador e Israel".

Martin tinha viajado ao território palestino para apresentar à corte material que demonstra que o miliciano combateu Israel durante a ofensiva militar entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009 e que, portanto, não é um colaboracionista. EFE sar-elb-amg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG